Radio   Ver   Baixar  Whatsapp  Telegram   Face

Aparecendo em 1638, Sri Visvanatha Chakravarti Thakura [Hari Vallabha Dasa] adveio na sucessao discipular de Sri Narottama Dasa Thakura. Visvanatha foi iniciado [diksha] pelo mestre Sri Radha Ramana Chakravarti. Embora casado, Visvanatha era indiferente e em breve renunciou a vida familiar. Ele veio para a cidade [dhama] de Vrindavana e fez adoracao ao Deus [bhajana] supremo Krishna no rio Radha-kunda.

Era conhecido como “a jóia real dos devotos de Deus [Vaisnavas]” por causa de sua devocao pura, erudicao, e percepcao realizada dos passatempos conjugais intimos do Deus supremo Radha Gokulananda. Devotos de Deus [Gaudiyas vaishnavas] que sao autoridades dizem que Sri Rupa Goswami e uma encarnacao do deus da fala [vag-devavatara]. E devotos de Deus que sao mestres [Gaudiya acharyas], especialmente entre seus discipulos diretos, acreditam que Visvanatha Chakravarti Thakura e uma encarnacao de Sri Rupa Goswami.

Dentre todos os devotos de Deus que sao mestres [Gaudiya Vaisnava acharyas] somente Visvanatha Chakravarti Thakura chega perto de igualar as profundas realizacoes de Srila Rupa Goswami sobre a Verdade Absoluta. O proprio nome de Visvanatha Chakravarti relembra sua posicao. Visvanatha significa “aquele que revela a joia da devocao a Visvanatha, Sri Krishna, o Senhor do universo.” Chakravarti significa “aquele que expande o cirulo [chakra] do servico pratico e amoroso a Deus [bhakti-yoga].”

Sri Bhaktisiddhanta Sarasvati Thakura disse: “Visvanatha Chakravarti Thakura era o protetor, guardiao, e mestre [acharya] durante o periodo mediano [1600-1700] do desenvolvimento historico dos devotos de Deus [Gaudiya Vaisnavismo].” O crescimento dos dos devotos de Deus [Gaudiya Vaisnavismo] comecou com Sri Chaitanya Mahaprabhu. Mais tarde foi rejuvenescido por Srila Thakura Bhaktivinoda, espalhado por Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati, e divulgado no mundo por Srila A. C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada, o mestre[Acharya]-Fundador da ISKCON.

Durante sua estadia em Vrindavana, Visvanatha adorava as formas de Deus [Deidades] Radha Gokulananda e Sri Giriraja no altar. Sua forma de Deus [Deidade] a Govardhana Shila inicialmente foi adorada pelo Senhor Chaitanya, depois por Raghunatha Dasa Goswami, Krishna Dasa Kaviraja, Sri Mukunda Dasa, Srimati Krishna Prya Thakurani, e Visvanatha Chakravarti. Atualmente esta forma de Deus [Deidade] a Giriraja Govardhana reside no altar do templo Radha-Gokulananda em Vrindavana. Alguns asseveram que a Govardhana Shila [encarnacao de Deus na pedra] esta em [Bhagavat Nivas] Ramana Reti perto do templo Krishna Balarama Mandir da ISKCON.

Num sonho o Senhor Sri Krishna ordenou a Visvanatha que fizesse comentarios sobre os livros dos devotos de Deus auto-realizados [Goswamis]. Imediatamente, ele comecou a escrever prolificamente. Nuvens protegiam-no do sol quando ele se sentava para escrever. Uma vez um aguaceiro torrencial inundou a area onde Visvanatha estava escrevendo seus comentarios das escrituras autorizadas [livros Bhagavata]. Milagrosamente, nenhuma gota tocou Visvanatha ou seu manuscrito Bhagavata.

Enquanto compilava a explicacao sobre o mantra Kama Gayatri [Mantrartha Dipika], Visvanatha ficou perplexo. Segundo suas exaustivas pesquisas que indicavam vinte e cinco silabas, ele nao conseguia substanciar porque Krishna Dasa Kaviraja escrevera na biografia de Deus [Chaitanya-charitamrta] que o Kama Gayatri contem vinte quatro silabas e meia. E que estas silabas correspondem as vinte e quatro meias luas presentes no corpo transcendental de Krishna.

Num sonho Srimati Radhika instruiu Visvanatha: “O Visvanatha, por favor nao lamentais mais. O que Krishna Dasa Kaviraja escreveu e verdade. Ele tambem e Minha serva confidencial. E ele conhece tudo sobre os Meus mais secretos e intimos humores. Este Kama Gayatri e o mantra para Me adorar. De fato, Eu posso ser conhecida pelas silabas deste mantra. Sem a Minha misericordia, ninguem pode saber nada sobre o misterio desse mantra.

A solucao para a meia silaba encontra-se no livro Varnagama-bhasvadi. Tendo visto esse livro, Krishna Dasa Kaviraja escreveu assim como fez. A letra ya que e seguida pela letra vi como nas palabras kama devaya vidmahe e considerada como sendo meia silaba. Esta cai na testa de Krishna porque Sua testa tem a forma de um halo de meia-lua. Todas as outras letras do mantra sao silabas completas e portanto luas cheias. Agora acorda, verifica o livro, e compila esta evidencia para o beneficio de todos.”

Acordando instantaneamente, Visvanatha gritou em extase: “Hey Radhe! Hey Radhe! Hey Radhe!” Ter a audiencia [darshana] de Radharani infundiu divina potencia [shakti] transcendental na escrita de Visvanatha Chakravarti. Ele sentiu que tinha sido aceito como uma das servas confidenciais de Srimati Radharani. Seus escritos refletiam esta realizacao.

Visvanatha Chakravarti Thakura escreveu mais de quarenta livros sanscritos sobre a ciencia da devocao pura as personalidades de Deus Radha-Giridhari. Ele tambem fez os mais doces e mais altamente realizados comentarios [rasika tikas] sobre o Srimad Bhagavatam, Bhagavad-gita, as obras de Srila Rupa Goswami, Kavi Karnapura, e Narottama Dasa Thakura.

Suas obras incluem Sri Krishna Bhavanamrta, Madhurya Kadambini, Vraja-riti Cintamani, Camatkara Chandrika, Svapna Vilasamrta, Sankalpa Kalpa Druma, e outros. A vida e ensinamentos de Srila Visvanatha Chakravartipada dao felicidade, inspiracao, e sabedoria transcendental a todos os devotos da sucessao discipular de Deus [sampradaya Gaudiya Vaisnava]. Nos oramos sinceramente para que apos milhares de nascimentos, possamos algum dia nos qualificar para tornarmo-nos uma particula de poeira sob a sombra de seus pes de lotus. Srila Visvanatha Chakravarti Thakura ki jai!

Nos passatempos eternos [lilas] do Deus supremo Krishna, ele serve Srimati Radharani como Vinoda-manjari. Seu tumulo sagrado [samadhi] fica no patio do templo Radha Gokulananda. (96)

- FIM -

Visvanatha Chakravarti Thakura biografia



Doar na CAIXA ou na Loteria
Ag: 0276 Conta Poupança 013/ 6678-1
Danilo Nicolace [Nayana]





Nenhum comentário:

Postar um comentário