Radio   Ver   Baixar  Whatsapp  Telegram   Face

Estando fora por um chamado médico, Mukunda Dasa certa vez pediu a seu jovem filho, Sri Raghunandana Thakura, para oferecer alimentos a forma de Deus [Deidade] no altar, Gopinatha. Raghunandana preparou tudo a tempo, cuidadosamente, e com grande devoção. Quando foi oferecer os alimentos, lembrou da ordem de seu pai, “certifique-se de que a forma de Deus [Deidade] no altar coma.” Tocando o sininho, o menino singelamente disse para a forma de Deus Gopinatha no altar “Coma! Coma!” Raghunandana começou a chorar quando viu o alimento intocado permanecendo no prato de Deus. Temia a ira de seu pai por sua incapacidade de “fazer a forma de Deus [Deidade] comer.” Gopinatha nao pode resistir a intensa devoção da criança. Assim o Senhor Gopinatha no altar comeu tudo que havia no prato, não deixando restos.

Ao retornar, Mukunda pediu o alimento oferecido a Gopinatha a forma de Deus no altar. Raghunandana disse que Deus comeu tudo. Espantado, Mukunda falou para seu filho fazer outra oferenda. De um local escondido, Mukunda observou em total espanto enquanto Raghunandana oferecia um doce a Gopinatha no altar. Mas o Senhor só comeu metade do doce. Mukunda entendeu que a Deidade só aceitou metade porque Ele estava cheio por ter comido a oferenda do almoço. Engasgado pela divina emoção em apreciação por seu filho ser um devoto puro de Deus, Mukunda abraçou Raghunandana.

Mais tarde em Jagannatha Puri, o Senhor Gauranga amorosamente perguntou a Mukunda Dasa: “Quem é o pai e quem é o filho?”

Mukunda retorquiu: Raghunandana definitivamente é meu pai. Porque ele me deu amor por Deus Krishna-prema e me mostrou a consciência de Krishna pura.” Nos passatempos eternos de Krishna, Raghunandana é Kandarpa-manjari ou o Pradyumna da expansão quadrupla de Deus o Chatur-vyuha. Seu túmulo sagrado samadhi fica na Área dos 64 Samadhis 21,108.

Raghunandana Thakura biografia



Doar na CAIXA ou na Loteria
Ag: 0276 Conta Poupança 013/ 6678-1
Danilo Nicolace [Nayana]





Nenhum comentário:

Postar um comentário