Radio   Ver   Baixar  Whatsapp  Telegram   Face

Após testemunhar a cerimônia do Senhor Gauranga em Karva, Chaitanya Dasa e sua esposa grávida visitaram o Senhor Chaitanya em Jagannatha Puri. “Breve tua esposa irá dar a luz a um filho chamado ‘Srinivasa’,” disse o Senhor Chaitanya, “e através de Srinivasa todos os bhakti shastras de Rupa e Sanatana serão distribuídos.”

 

Quando seu pai deixou este mundo, Srinivasa visitou os associados do Senhor Gauranga que restavam em Katva, Navadvipa, Jagannatha Puri. Eles abençoaram Srinivasa e lhe deram valiosas instruções para avanço espiritual. Vendo sua absorção em Gauranga prema, eles sabiam que ele era “uma encarnação de Gaura-shakti, a energia de Sri Gauranga Mahaprabhu.”

 

Ele veio para Vrindavana, excursionou pelas doze florestas, e tomou diksha de Gopala Bhatta Goswami. Sri Jiva Goswami ensinou-lhe a completa filosofia do Gaudiya Vaisnavismo. Reconhecendo sua vasta erudição, Sri jiva deu a Srinivasa o título de “Acharya.”

 

Aceitando a ordem, Sri Jiva, Srinivasa e seus dois amigos Shyamananda Prabhu e Narottama Dasa Thakura foram os precursores no primeiro grupo de transcendental distribuição de livros. Grupo Vrajavasi de Sankirtana ki jay! Eles pegaram em Vrindavana um carro de bois com os escritos devocionais dos Goswamis e os distribuiram por toda Bengala e Orissa.

 

Srinivasa Acharya iniciou muitos discípulos (Ramachandra Kaviraja e outros), escreveu canções cheias de bhakti (Sad Goswami-astakam), e introduziu um estilo especial de kirtana. Ao liderar kirtana às vezes perdia sua voz por cantar tanto tempo.

 

Além de suas atividades externas de pregar e escrever, Srinivasa Acharya praticava intenso raganuga bhajana. Raganuga bhajana é a adoração interna espontânea de Radha e Krishna baseada no humor e sentimentos dos eternos residentes de Sri Vrindavana dhama, tais como as gopis. Enquanto fazia manasi seva (serviço a Radha-Krishna dentro da mente numa forma espiritual concebida mentalmente) ele frequentemente trazia de volta destas meditações parafernália tangível, ao retornar à consciência externa. Uma vez Srinivasa sentou o Senhor Gauranga num trono cravejado de jóias, dentro de sua mente. Então ele adorou o Senhor com um abano chamara com cabo de ouro e cinco guirlanda de flores. Satisfeito com o serviço dele, Gaura Raya ofereceu a guirlanda de volta para Srinivasa, que então imediatamente acordou e perdeu a meditação. Um Srinivasa surpreso encontrou a mais doce guirlanda de flores que jamais havia cheirado, pendurada ao redor de seu pescoço quando retornou à consciência externa.

 

De outra feita, Srinivasa estava em seu siddha svarupa como Mani-manjari contemplando Srimati Radharani, Sri Krishna e as gopis no Holi-lila (jogando alegremente pós coloridos e tintas uns nos outros). As gopis falaram para Mani-manjari providenciar as tintas para Radhika e ficar do lado delas em sua “guerra” contra Shyama. A terra tremeu por causa da furiosa batalha deles. A meditação de Srinivasa abruptamente se rompeu. Seu corpo estava completamente coberto dos pés à cabeça com pós coloridos fragrantes nas cores do arco-íris, oriundos do mundo espiritual. Holi lila ki jay! O samadhi de Srinivasa Acharya fica na Área de samadhis do Dhira Samira. (20,144).

Srinivasa Acharya Biografia



Doar na CAIXA ou na Loteria
Ag: 0276 Conta Poupança 013/ 6678-1
Danilo Nicolace [Nayana]





Nenhum comentário:

Postar um comentário