Radio   Ver   Baixar  Whatsapp  Telegram   Face

Antes que Sri Chaitanya Mahaprabhu encontrasse Ramananda Raya [sentado no chão], Sarvabauma Bhattacharya contou para o Senhor que o conhecimento de Ramananda Raya acerca dos mais saboros e intimos passatempos eternos de Deus e Sua devota mais amada [Radha-Krishna madhurya rasa] não se comparava ao de nenhum outro devoto. Embora o Senhor Chaitanya tivesse somente metade da idade do quarentão Ramananda quando se encontraram, o Senhor disse: “Meu querido Ramananda, tanto Eu como tu, somos loucos e portanto nos encontramos intimamente num nível igual.” Externamente ele agia como o Governador de Madras, porém era poeta, estudioso de sânscrito, dramaturgo bem-versado na literatura dos eternos e saborosos passatempos intimos de Deus [rasa], música, canto e dança.

 

Durante o encontro deles de dez dias em Vidyanagara, o Senhor Gauranga e Ramananda Raya discutiram todos pontos da consciência de Krishna. Empoderado pelo Senhor, Ramananda respondia todas questões colocadas por Sri Chaitanya Mahaprabhu. Mestres espirituais que são devotos de Deus [Acharyas Gaudiya Vaisnavas] deram longas palestras sobre as “Conversas entre o Senhor e Ramananda Raya.” [Chaitanya-charitamrta Madhya cap.8]. Estas conversas se chamam Ramananda Samyagh.

 

Ramananda Raya deu uma série de respostas para a primeira questão do Senhor Chaitanya: “Como alcançar a meta máxima da vida?” Ele começou pelo sistema social perfeito que divide a sociedade humana em quatro classes materiais e quatro classes transcendentais [varnashrama-dharma], progrediu até os cinco diferentes tipos de relacionamentos pessoais que podemos ter com Deus [karmarpana, karmatyaga, jnana-mishra-bhakti, Radha-bhakti] (dasya, sakhya, vatsalya, madhurya prema), e o amor mais elevado prestado a Deus e aos devotos de Deus [Radha-prema]. Ele também descreveu as verdades mais elevadas e detalhadas sobre Deus [Krishna-tattva], verdades sobre a maior devota de Deus [Radha-tattva], sobre os relacionamentos mais intimos e pessoais de Deus e Sua devota mais elevada [Radha-Krishna prema-tattva], e finalmente prema-vilasa vivarta. Confirmando que esta era a meta mais elevada da vida, o Senhor Chaitanya perguntou a Ramananda como alcançá-la.

 

Ramananda Raya disse: “Sem adotar o humor das vaqueirinhas [gopis] e seguir os passos delas, não se consegue entrar nos passatempos eternos de Deus e Sua devota mais elevada [Radha-Krishna]. Não há outra maneira de obter o serviço de Radha e Krishna dentro dos bosques prazerosos de Vrindavana.

 

As vaqueirinhas [gopis] não tem quaisquer desejos por seu desfrute sensorial pessoal. Suas mentes e corpos existem apenas para o prazer de Krishna. Caso se tenha ânsia de provar o néctar do humor amoroso e espontâneo das vaqueirinhas [gopi-bhava], será preciso abandonar o mundo e os rituais da religião védica [dharma védico] para realizar prática e direta adoração a Deus [Krishna bhajana]. Quem adora Deus [Sri Krishna] na senda do amor espontâneo [raganuga-bhakti] irá obter Deus na Sua morada eterna [Vrajendra-nandana em Vrindavana]. Contudo não se consegue obter a bem-aventurada associação de Deus [Krishna chandra] em Sua morada eterna [Vrindavana]15:09 5/5/2012, por meramente seguir a senda de servir Krishna pelos princípios regulativos [vidhi-marga]. Portanto, deve-se aceitar o humor de serviço prático e amoroso das vaqueirinhas [gopi bhava] e sempre lembrar dos passatempos amorosos de Deus e Sua devota mais elevada [Radha-Krishna] o dia e noite inteira.” (Chaitanya-charitamrta Madhya 8.201-223).

 

Após terminar sua conversa, Ramananda Raya viu algo nunca dantes visto. Sri Chaitanya Mahaprabhu revelou-Se tanto como Srimati Radharani como Sri Krishna. Vendo isso, Ramananda caiu inconsciente em êxtase transcendental.

 

Em Jagannatha Puri, Srila Svarupa Damodara Goswami, outro dos mais elevados devotos de Deus [rasika Vaisnavas], juntou-se a Ramananda Raya para servir intimamente Sri Gauranga Mahaprabhu. Juntos eles ajudaram Mahaprabhu a saborear os êxtases amorosos dos passatempos mais intimos de Deus [madhurya rasa]. Em Sua Gambhira lila, Sri Chaitanya ficava acordado a noite toda enlevado no humor de separação de Deus e Sua maior devota [Shyamasundara de Srimati Radharani]. Cantando suas próprias canções e os poemas de Vidyapati e Chandidasa, Ramananda Raya deleitava o Senhor Gauranga com suas encantadoras melodias. Krishna Dasa Kaviraja diz que quando Sri Chaitanya Mahaprabhu sentia intensas dores de separação de Deus [Sri Krishna], somente as conversas de Ramananda sobre Deus [Krishna] e as doces canções de Svarupa Damodara O mantinham vivo.

 

Ramananda Raya foi a primeira pessoa a revelar as profundas variedades de sabores [rasa] que o Senhor Chaitanya desfrutava privativamente, dentro de Si mesmo. Ele viu Sri Chaytanya Mahaprabhu como a forma combinada de Rasaraja-Mahabhava. Rasaraja Sri Krishna e Mahabhava svarupini-Sri Radha agora apareciam numa só deslumbrantemente bela forma.

 

O Senhor Chaitanya certa vez falou: “Embora Eu esteja na ordem renunciada de vida, Ainda assim Minha mente às vezes fica perturbada até ao ver uma forma de mulher em madeira. Porém Ramananda Raya é maior do que Eu. Pois ele sempre permanece imperturbável mesmo quando toca uma mulher jovem.” É Claro, mesmo em sonhos, ninguém deve tentar imitar o comportamento extraordinário de Sri Ramananda Raya. Ele ensinava jovens garotas, as devi dasis, a encenarem seus dramas cheios de doçuras [rasa], dançando no templo para o prazer de Deus [o Senhor Jagannatha]. Ele também banhava, massageava, e vestia os corpos das belas garotas. Em toda a criação, somente Ramananda Raya possui esta qualidade de total auto-controle e absolto desapego.

 

Ao encontrar Bhavananda Raya, o pai de Ramananda, o Senhor Gauranda disse: “De fato és ‘Pandu’ e teus cinco filhos – Ramananda, Gopinatha, Vanintha, kalanidhi, Sudhanidhi – são os cinco Pandavas.”

 

Embora às vezes chamado de “Arjuna”, Ramananda Raya eternamente serve Deus e Sua maior devota [Radha-Gopinatha] como a vaqueirinha Lalita [Lalita-sakhi]. Alguns devotos de Deus [Gaudiyas] dizem que ele é a vaqueirinha Visaka [Visaka-sakhi]. Seu túmulo [samadhi] fica na Área dos 64 Samadhis [21,74].

Ramananda Raya Biografia



Doar na CAIXA ou na Loteria
Ag: 0276 Conta Poupança 013/ 6678-1
Danilo Nicolace [Nayana]





Nenhum comentário:

Postar um comentário