Radio   Ver   Baixar  Whatsapp  Telegram   Face

Syamananda Prabhu sentindo muita tristeza [dukhi] por terem perdido diversos filhos antes do nascimento dele, seus pais chamaram-no Dukhi Krishna Dasa. Ao ser iniciado [diksha] pelo mestre Hrdaya Chaitanya tornou-se conhecido como Krishna Dasa. Em Vrindavana, juntou-se a Narottama Dasa Thakura e Srinivasa Acharya para estudarem os livros [granthas] dos seis principais renunciados de Vrndavana [Goswamis] sob orientação de Sri Jiva Goswami.

Muitas histórias de “tornozeleiras de sininhos” descrevem como Krishna Dasa recebeu a misericórdia de Radharani, o nome Shyamananda, e sua singular marca de barro sagrado na testa tilaka. O grande devoto de Deus Sripad B.V. Narayana Maharaja fez este relato na procissão de Navadvipa Dhama Parikrama:

“Enquanto vivia em Vrindavana, Krishna Dasa regularmente varria as ruas antes do alvorecer. Realizava este humilde serviço para que os devotos de Deus [Vaisnavas] não machucassem seus pés enquanto caminhassem para os templos. Uma manhã ele encontrou uma cativante e bela tornozeleira. Quando as vaqueirinhas [sakhis] Lalita e Visakha perguntaram pela tornozeleira, Krishna Dasa disse que só a devolveria para a dona original.

Vedando os olhos de Krishna Dasa, as vaqueirinhas [gopis] o trouxeram até Srimati Radhika. Ela permitiu que ele colocasse a tornozeleira no Seu tornozelo. Porém antes de prendê-la, Krishna Dasa reverentemente tocou-a em sua testa. Isto deixou um nova marca de barro sagrado na testa [tilaka] que agora distingue todos os seguidores de Shyamananda.

Regozijando-se com a fortuna transcendental de Krishna Dasa, Sri Jiva Goswami conferiu-lhe o nome de Shyamananda, aquele que satisfaz Srimati Radharani ou o servo de Shyamasundara, Krishna. Algum tempo depois do desaparecimento de Hrdaya Chaitanya, Ele reapareceu num sonho falando para Shyamananda pregar. Com a ajuda de seu principal discípulo, Rasikananda, Shyamananda divulgou profusamente a adoração e serviço as formas de Deus no altar Gaura-Nityananda por toda Orissa.” O túmulo sagrado pushpa samadhi de Shyamananda é cercado por canto e dança congregacional de Hare Krishna [kirtana] vinte e quatro horas por dia, e localiza-se no lado oposto da rua que liga os templos de Radha-Shyamasundara e Radha-Damodara em Vrindavana.

Vamsi Dasa ou Vamsivadananda Thakura biografia



Doar na CAIXA ou na Loteria
Ag: 0276 Conta Poupança 013/ 6678-1
Danilo Nicolace [Nayana]





Nenhum comentário:

Postar um comentário