Radio   Ver   Baixar  Whatsapp  Telegram   Face

Sukadeva Goswami disse: O filho de Maharaja Khatvanga foi Dirghabahu, cujo filho foi o celebre Maharaja Raghu. De Maharaja Raghu surgiu Aja, e de Aja nasceu a grande personalidade Maharaja Dasaratha.

Ao receber oracoes dos semideuses, a Suprema Personalidade de Deus Krishna, a propria Verdade Absoluta, apareceu diretamente com sua expansao e expansoes da expansao. Seus santos nomes eram Rama, Laksmana, Bharata e Satrughna. Como filhos de Maharaja Dasaratha, essas celebres encarnacoes apareceram entao sob quatro formas.

O rei Pariksit, as atividades transcendentais do Senhor Ramacandra foram descritas por grandiosas pessoas santas que viram a verdade. Como ouviste repetidas vezes a respeito do Senhor Ramacandra, o esposo de mee Sita, farei apenas uma descricao sucinta dessas atividades. Por favor, presta atencao.

Para manter intacta a promessa feita por Seu pai, o Senhor Ramacandra imediatamente abandonou a posicao de rei e, acompanhado de Sua esposa, mae Sita, vagou de floresta em floresta com Seus pes de lotus, que eram tao delicados a ponto de serem incapazes de suportar ate mesmo o afago das palmas das maos de Sita. O Senhor Rama fazia-se acompanhar por Hanuman, o rei dos macacos, [ou por outro macaco, Sugriva], e pelo Seu proprio irmao cacula, o Senhor Laksmana, ambos os quais serviam para aliviar a fadiga que Ele sentia ao perambular pela floresta. Tendo cortado o nariz e as orelhas de Surpanakha, deixando-a, portanto, desfigurada, o Senhor perdeu a companhia de mae Sita. Por conseguinte, Ele ficou irado, e franziu Suas sobrancelhas, e com isto amedrontou o oceano, que entao permitiu que o Senhor construisse uma ponte para cruza-lo. Em seguida, tal qual um incendio que devora uma floresta, o Senhor Rama entrou no reino de Ravana para mata-lo. Que esse Supremo Senhor Ramacandra nos proteja.

Na arena do sacrifício realizado por Visvamrta, o Senhor Ramacandra, o rei de Ayodhya, matou muitos demonios, Raksasas e homens incivilizados que, a noite vagavam, influenciados pelo modo da escuridao. Possa o Senhor Ramacandra, que, na companhia de Laksmana, matou todos esses demonios, ser bastante bondoso para nos proteger.

O rei, os passatempos do Senhor Ramacandra eram maravilhosos, como os de um filhote de elefante. Na assembleia onde mae Sita deveria escolher seu esposo, Ele, em meio aos herois deste mundo, quebrou o arco pertencente ao Senhor Shiva. Esse arco era tao pesado que eram necessarios trezentos homens para carrega-lo, mas o Senhor Ramacandra esticou-o, dobrou-o e o partiu ao meio, assim como um filhote de elefante quebra uma haste de cana-de-acucar. Assim, o Senhor Ramachandra obteve a mao de mae Sita, que possuia no mesmo nivel de igualdade as qualidades transcendentais de forma, beleza, comportamento, idade e natureza. Na verdade, ela era a deusa da fortuna que, constantemente, repousa no peito do Senhor Krishna. Enquanto retornava da casa de Sita apos reve-la na assembleia de competidores, o Senhor Ramacandra encontrou-se com Parasurama. Embora fosse muito orgulhoso de ter eliminado da Terra a ordem real vinte e uma vezes, Parasurama foi derrotado pelo Senhor Rama, que parecia um governante ksatriya da ordem real.

Cumprindo a ordem de Seu pai, que estava atado por uma promessa a sua esposa, o Senhor Ramacandra deixou para tras o Seu reino, opulencia, amigos, benquerentes, residencia e tudo o mais, assim como uma alma liberada abandona sua vida, e, com Sita, foi para a floresta.

Enquanto vagava pela floresta, onde aceitou uma vida cheia de dificuldades, o Senhor Ramacandra, carregando nas maos seus invenciveis arco e flechas, mutilou a irma de Ravana, que estava tomada de desejos luxuriosos, cortando-lhe o nariz e as orelhas. Ele matou tambem seus quatorze mil amigos demonios Raksasas, encabecados por Khara, Trisira e Dusana.

O rei Pariksit, quando Ravana, que tinha dez cabecas sobre seus ombros, ouviu comentarios acerca dos belos e atraentes tracos de Sita, sua mente ficou agitada por desejos luxuriosos, e ele foi tentar rapta-la. Para afastar o Senhor Ramacandra de Sua casa [asrama], Ravana enviou Marica sob a forma de um veadinho dourado, e ao ver aquele maravilhoso veadinho, o Senhor Ramacandra deixou Sua residencia e o seguiu ate conseguir mata-lo com um flecha afiada, assim como o Senhor Shiva matou Daksa.

Quando Ramacandra entrou na floresta e Laksmana tambem se ausentou, o pior dos demonios Raksasas, Ravana, raptou Sitadevi, a filha do rei de Videha, assim como um tigre captura ovelhas desprotegidas aproveitando-se da ausencia do pastor. Em seguida, como se estivesse muito aflito devido a separacao de Sua esposa, o Senhor Ramacandra caminhou pela floresta com Seu irmao Laksmana. Com isto, Ele mostrou com Seu exemplo pessoal a condicao de uma pessoa apegada a mulheres.

O Senhor Ramacandra, cujos pes de lotus sao adorados pelo Senhor Brahma e pelo Senhor Shiva, havia assumido a forma de um ser humano. Assim, Ele realizou a cerimonia funebre de Jatayu, que havia sido morto por Ravana. O Senhor matou entao o demonio chamado Kabandha, e apos fazer amizade com os lideres dos macacos, matar Vali e propiciar a libertacao de mae Sita, Ele Se dirigiu a beira-mar.

Apos alcancar a praia, o Senhor Ramacandra jejuou durante tres dias, enquanto esperava a chegada do oceano personificado. Ao ver que o oceano nao aparecia, o Senhor Rama manifestou Seus passatempos de ira, e pelo Seu simples olhar em direcao ao oceano, todas as entidades que viviam dentro dele, incluindo os crocodilos e tubaroes, ficaram tomados de medo. Entao, o oceano personificado, temeroso, aproximou-se do Senhor Ramacandra, levando toda a parafernalia utilizada no processo de adoracao a Deus. Caindo a Seus pes de lotus, o oceano personificado falou as seguintes palavras.

O onipenetrante Pessoa Suprema Krishna, temos mente obtusa e nao haviamos entendido quem ereis, mas agora sabemos que sois a Pessoa Suprema, o mestre de todo o Universo, a imutavel e original Personalidade de Deus, Krishna. Os semideuses sentem-se orgulhosos no modo da bondade, os Prajapatis se envaidecem com o modo da paixao, e o senhor dos fantasmas vangloria-se do modo da ignorancia, mas sois o mestre de todas essas qualidades.

Meu Senhor Krishna, podeis usar minha agua como desejardes. Na verdade, podeis cruza-la e ir ate a morada de Ravana, que e grande fonte de perturbacao e pranto para os tres mundos. Ele e filho de Visvara, mas e detestavel como a urina. Por favor, ide mata-lo para depois reaver Vossa esposa, Sitadevi. O grande heroi, embora minha agua nao represente nenhum impedimento a Vossa marcha a Lanka, por favor, construi uma ponte sobre ela para difundirdes Vossa fama transcendental. Ao tomarem conhecimento desta maravilhosa e incomum facanha de Vossa Onipotencia, todos os grandes sabios e reis futuros glorificar- Vos-ao.

Sukadeva Goswami disse: Apos construir uma ponte sobre o oceano, atirando na agua picos de montanhas cujas arvores e outra vegetacao haviam sido sacudidas pelas maos dos grandes macacos, o Senhor Ramacandra foi ate Lanka para libertar Sitadevi, tirando-a das garras de Ravana. Com a orientacao e ajuda de Vibhisana, irmao de Ravana, o Senhor Ramachandra, juntamente com os macacos-soldados, encabecados por Sugriva, Nila e Hanuman, entrou no reino de Ravana, Lanka, que anteriormente fora queimado por Hanuman.

Apos entrarem em Lanka, os macacos-soldados, conduzidos por lideres como Sugriva, Nila e Hanuman, ocuparam todas as casas de diversao, celeiros, tesouros, entradas de palacios, pontes urbanas, assembleias, frontispicios de palacios e mesmo os pombais. Quando na cidade as encruzilhadas, plataformas, bandeiras e cantaros dourados colocados nas cupulas foram todos destruidos, toda a cidade de Lanka parecia um rio assolado por uma manada de elefantes.

Ao ver as perturbacoes criadas pelos macacos-soldados, Ravana, o mestre dos demonios Raksasas, convocou Nikumbha, Kumbha, Dhumraksa, Durmukha, Surantaka, Narantaka, outros demonios Raksasas e seu filho Indrajit. Em seguida, mandou chamar Prahasta, Atikaya, Vikampana e finalmente Kumbhakarna. Dai, ordenou que todos os seus seguidores lutassem contra os inimigos.

O Senhor Ramacandra, ladeado de Laksmana e macacos-soldados, tais como Sugriva, Hanuman, Gandhamada, Nila, Angada, Jambavan e Panasa, atacou os soldados dos demonios Raksasas, que estavam muito bem equipados com varias armas invenciveis, tais como espadas, lancas, arcos, prasas, rstis, flechas sakti, khadgas e tomaras.

Angada e outros comandantes dos soldados de Ramacandra enfrentaram os elefantes, a infantaria, os cavalos e as quadrigas do inimigo e arremessaram contra eles grandes arvores, picos de montanhas, macas e flechas. Assim, os soldados do Senhor Ramacandra mataram os soldados de Ravana, que perderam toda a boa fortuna porque Ravana fora condenado pela ira de mae Sita.

Depois, ao perceber que perdera os seus soldados, Ravana, o rei dos demonios Raksasas, ficou extremamente irado. Assim, subiu para o seu aeroplano, que estava decorado com flores, e foi ao encontro do Senhor Ramacandra, que estava sentado na refulgente quadriga trazida por Matali, o quadrigario de Indra. Entao, Ravana tentou acertar o Senhor Ramacandra com flechas afiadas.

O Senhor Ramacandra disse a Ravana: Es o mais abominavel dos antropofagos. Na verdade, es igual ao excremento deles. Pareces um cao, pois, assim como na ausencia do dono da casa, um cao rouba o alimento da cozinha, em Minha ausencia, raptaste Minha esposa Sitadevi. Portanto, assim como Yamaraja pune os homens pecaminosos, tambem te punirei. Es muito abominavel, pecaminoso e descarado. Hoje, portanto, Eu, que jamais falho em Meus intentos, estou disposto a punir-te.

Apos repreender Ravana com essas palavras, o Senhor Ramacandra fixou uma flecha em Seu arco, apontou para Ravana e disparou a flecha, que trespassou o coracao de Ravana como um raio. Ao verem isso, os seguidores de Ravana fizeram um som tumultuoso, gritando: “Oh, nao! Oh nao! Que aconteceu? Que aconteceu?” enquanto Ravana, vomitando sangue por suas dez bocas, caia de seu aeroplano, assim como um homem piedoso cai dos planetas celestiais em direcao a Terra, quando se esgotam os resultados de suas atividades piedosas.

Em seguida, encabecadas por Mandodari, a esposa de Ravana, todas as mulheres cujos esposos tombaram na batalha sairam de Lanka. Chorando continuamente, elas aproximaram-se dos cadaveres de Ravana e de outros demonios Raksasas.

Golpeando os seios, aflitas porque seus esposos haviam sido mortos pelas flechas de Laksmana, as mulheres abracaram seus respectivos esposos e choravam lamuriantemente, e seus gemidos sensibilizavam a todos.

O meu senhor, o mestre! Foste um problema para os outros, e, portanto, eras chamado Ravana. Mas agora que foste derrotado, tambem fomos derrotadas, pois sem ti, o Estado de Lanka foi conquistado pelo inimigo. Em quem ele se refugiara?

O pessoa afortunadissima, deixas-te influenciar por desejos luxuriosos, e, portanto, nao pudeste entender o prestigio de mae Sita. Agora, devido a maldicao que ela lancou, foste reduzido a este estado, tendo sido morto pelo Senhor Ramacandra.

O prazer da dinastia dos demonios Raksasa, devido a ti, o Estado de Lanka e tambem nos proprias agora nao temos protetor. Atraves de teus feitos, tornaste teu corpo digno de ser devorado pelos abutres e tua alma digna de ir ao inferno.

Sri Sukadeva Goswami disse: Vibhisana, o piedoso irmao de Ravana e devoto do Senhor Ramacandra, recebeu os louvores do Senhor Ramacandra, o rei de Kosala. Entao, ele realizou as cerimonias funebres em prol de seus membros familiares, a fim de salva-los do caminho do inferno.

Em seguida, o Senhor Ramacandra encontrou Sitadevi sentada a uma pequena cabana, sob uma arvore chamada Simsapa, numa floresta de arvores Asoka. Magra e esqualida, ela sentia-se pesarosa devido a separacao dEle.

Vendo Sua esposa naquelas condicoes, o Senhor Ramacandra encheu-Se de compaixao. Quando Ramacandra apareceu diante dela, ela ficou extremamente feliz ao ver seu amado, e sua boca de lotus expressava sua alegria.

Apos dar a Vibhisana o poder de governar a populacao dos demonios Raksasa de Lanka pela duracao de uma kalpa, o Senhor Ramacandra, a Suprema Personalidade de Deus [Bhagavan], colocou Sitadevi num aeroplano decorado com flores e entao Ele proprio subiu para o aeroplano. Tendo terminado o periodo de Sua permanencia na floresta, o Senhor Rama retornou a Ayodhya, acompanhado de Hanuman, Sugriva e de Seu irmao Laksmana.

Ao retornar a Sua capital, Ayodhya, o Senhor Ramacandra, ainda na estrada, foi saudado pela ordem principesca, que derramou sobre Seu corpo belas e fragrantes flores, enquanto grandes personalidades como o Senhor Brahma e outros semideuses glorificavam com muito jubilo as atividades do Senhor.

Ao chegar a Ayodhya, o Senhor Ramacandra ficou sabendo que, em Sua ausencia, Seu irmao Bharata comia cevada preparada em urina de vaca, cobria Seu corpo com casca de arvores, usava mechas de cabelo entrelacadas e deitava-se sobre uma esteira de kusa. O misericordiosissimo Senhor Rama Se lamentou muito por isso.

Ao compreender que o Senhor Ramacandra retornava a capital, Aydhya, o Senhor Bharata imediatamente pos sobre Sua propria cabeca os tamancos do Senhor Ramacandra e saiu de Seu acampamento em Nandigrama. O Senhor Bharata fazia-Se acompanhar por ministros, sacerdotes e outros cidadaos respeitaveis, por musicos profissionais que vibravam melodias agradaveis, e por sacerdotes brahmanas eruditos que cantavam alto os hinos vedicos.

Seguindo o cortejo, havia quadrigas puxadas por belos cavalos cujos arreios tinham redeas de ouro. Essas quadrigas estavam decoradas com bandeiras bordadas a ouro e com outras bandeiras de varios tamanhos e formatos. Havia soldados usando armaduras de ouro, servos portando noz de betel, e muitas prostitutas belas e famosas. Muitos servos seguiam a pe, carregando uma sombrinha, abanos, diferentes qualidades de joias preciosas, e outra parafernalia digna de uma recepcao real. Acompanhado dessa maneira, o Senhor Bharata, com Seu coracao tomado de extase e Seus olhos rasos dagua, aproximou-Se do Senhor Ramacandra e, em grande amor extatico, caiu a Seus pes de lotus.

Apos apresentar os tamancos diante do Senhor Ramacandra, o Senhor Bharata, permaneceu de maos postas, com os olhos cheios de lagrimas, e o Senhor Ramacandra banhou Bharata com Suas lagrimas enquanto O abracava demoradamente com ambos os bracos. Acompanhado de mae Sita e Laksmana, o Senhor Ramacandra ofereceu entao Suas respeitosas reverencias aos sacerdotes brahmanas eruditos e as pessoas mais velhas da familia, e todos os cidadaos de Ayodhya prestaram respeitosas reverencias ao Senhor Rama.

Os cidadaos de Ayodhya, ao verem seu rei retornando apos longa ausencia, ofereceram-Lhe guirlandas de flores, agitaram seus mantos e dancaram em grande jubilo.

O rei, o Senhor Bharata carregava os tamancos do Senhor Ramacandra, Sugriva e Vibhisana carregavam um abano e um excelente leque, Hanuman carregava uma sombrinha branca, Satrughna carregava um arco e duas alvajas, e Sitadevi carregava um cantaro que estava cheio de agua dos lugares sagrados. Angada carregava uma espada, e Jambavan, carregava um escudo de ouro.

O rei Pariksit, logo que o Senhor Ramachandra sentou-Se em Seu aeroplano de flores, com as mulheres oferecendo-Lhe oracoes e recitadores glorificando Suas caracteristicas, Ele parecia a Lua rodeada por estrelas e planetas.

Em seguida, tendo recebido as boas-vindas de Seu irmao Bharata, o Senhor Ramacandra entrou na cidade de Ayodhya em meio a um festival. Ao adentrar-Se no palacio, Ele ofereceu reverencias a todas as maes, incluindo Kaikeyi e as outras esposas de Maharaja Dasaratha, e especialmente a Sua propria mae, Kausalya. Ofereceu, tambem, reverencias aos mestres espirituais, tais como Vasistha. Amigos de Sua propria idade e amigos mais jovens adoraram-nO, e Ele respondeu as suas respeitosas reverencias, e essa mesma atitude foi tambem tomada por Laksmana e mae Sita. Dessa maneira, todos eles entraram no palacio.

Ao verem seus filhos, as maes de Rama, Laksmana, Bharata e Satrughna imediatamente levantaram-se, como corpos inconscientes que recuperam a consciencia. As maes puseram seus filhos em seus colos e banharam-nOs com lagrimas, aliviando-se assim do sofrimento causado pela longa separacao.

O sacerdote ou mestre espiritual familial, Vasistha, providenciou para que o Senhor Ramacandra cortasse o Seu cabelo, e entao Se livrasse de Suas mechas emaranhadas. Depois, com a cooperacao dos membros mais velhos da familia, ele realizou a cerimonia de banho [abhiseka] do Senhor Ramacandra, utilizando a agua dos quatro mares e outras substancias, do mesmo modo que ela fora realizada para o rei Indra.

O Senhor Ramacandra, tendo se banhado e estando com Sua cabeca raspada, vestiu-Se com muito esmero e estava decorado com uma guirlanda e joias. Assim, Ele brilhava refulgentemente, cercado por Seus irmaos e esposa, que usavam roupas e adornos de padrao semelhante.

Estando satisfeito com a plena rendicao e submissao do Senhor Bharata, o Senhor Ramacandra aceitou entao o trono do Estado. Ele cuidava dos cidadaos exatamente como um pai, e os cidadaos, estando completamente dedicados a seus deveres ocupacionais determinados pelo sistema perfeito que divide a sociedade em quatro classes socias e quatro classes transcendentais, aceitaram-nO como seu pai.

O Senhor Ramacandra tornou-Se rei durante a era de Treta-yuga, porém, devido ao Seu bom governo, era como se as pessoas estivessem na era de Satya- yuga. Todos eram religiosos e completamente felizes.

O Maharaja Pariksit, o melhor da dinastia Bharata, durante o reinado do Senhor Ramacandra, as florestas, os rios, as montanhas e colinas, os Estados, as sete ilhas e os sete mares estavam todos propicios a suprir com as necessidades da vida de todos os seres vivos.

Quando o Senhor Ramacandra, a Suprema Personalidade de Deus, era o rei deste mundo, todos os sofrimentos mentais e fisicos, doencas, velhice, pesar, lamentacao, angustia, medo e fadiga eram completamente ausentes. Nem sequer havia morte para aqueles que nao a queriam.

O Senhor Ramacandra fez o voto de aceitar apenas uma esposa e nao ter vinculos com nenhuma outra mulher. Ele era um rei santo, e tudo em Seu carater era bom, nao estigmatizado por defeitos, tais como a ira. Ele ensinou bom comportamento a todos, especialmente aos pais de familia, tomando como base o sistema perfeito que divide a sociedade em quatro classes socias e quatro classes transcendentais [varnasrama-dharma]. Destarte, por meio de Suas atividades pessoais, Ele ensinou ao publico em geral.

Mae Sita era muito submissa, fiel, timida e casta, compreendendo sempre a atitude de seu esposo. Assim, com seu carater, amor e servico, ela atraiu por completo a mente do Senhor Rama.

“Assim como o Senhor Ramacandra e o esposo ideal, mae Sita e a esposa ideal. Tal combinacao torna a vida familiar muito feliz. Qualquer que seja o exemplo que um grande homem estabeleca as pessoas comuns seguem-no. Se os reis, os lideres, e os sacerdotes brahmanas, os preceptores, pusessem em pratica os exemplos apresentados na literatura vedica, o mundo inteiro viraria o ceu; de fato, nao mais haveria condicoes infernais neste mundo material”

Significado do Srimad-Bhagavatam, Canto 9, Capítulo 10, verso 55 dados por Srila Prabhupada

Ramacandra Ramayana Rama Navami biografia



Doar na CAIXA ou na Loteria
Ag: 0276 Conta Poupança 013/ 6678-1
Danilo Nicolace [Nayana]





Nenhum comentário:

Postar um comentário