Radio   Ver   Baixar  Whatsapp  Telegram   Face

Sri Rasikananda Prabhu [Rasika Murari] nasceu [apareceu] como o filho de um rei. Ele tornou-se um perfeito sabio, erudito devoto de Deus [Gaudiya Vaisnava], rasika era um devoto de Deus [bhakta], e o mais amado discipulo do mestre Sri Shyamananda Prabhu.

Por ordem do mestre Shyamananda Prabhu, Rasikananda se tornou o sacerdote [pujari] chefe e servia no altar a forma do Deus Supremo Govindaji de seu mestre [guru] com total dedicacao. Seu acurado servico amoroso aumentava a beleza e prazer do Deus Supremo Govindaji. Rasika Murari encantava os devotos com seu servico sem precedentes a forma do Deus Supremo no altar. Apos estabelecer firmemente a adoracao ao Deus Supremo Govindaji, ele aceitou a ordem do mestre Shyamananda de pregar.

Viajou extensamente durante quarenta anos, influenciando todos com a mensagem do Senhor Sri Chaitanya Mahaprabhu. Rasikananda salvava todos, desde familias reais ate muculmanos, parias, agnosticos, ateus, e mesmo animais selvagens.

Certa vez uns elefantes enlouquecidos atacaram Rasikananda. Calmamente ele cantou: “Gauranga, Gauranga, Krishna, Krishna” enquanto aspergia agua nos bichos desenfreados. Os elefantes imediatamente pararam de avancar, humildemente curvaram suas cabecas, elevaram suas trombas e gritaram: “Hare Krishna! Hare Krishna!”

Na hora de deixar seu corpo, Rasikananda começou um poderoso canto e danca congregacional de Hare Krishna [kirtana]. Entao ele deixou este mundo entrando na forma do Deus Supremo que estava no altar Kshira-cora Gopinatha em Remuna, Orissa. Devastados pela separacao, seus discipulos largaram seus tambores [mrdangas], cimbalos de mao [kartalas] – e seus corpos. Os tumulos sagrados [pushpa samadhis] de todos estes devotos puros ficam proximos do templo. O de Rasikananda Prabhu fica ao lado do do mestre Shyamananda Prabhu perto do templo de Radha-Shyamasundara [19].

Rasikananda Prabhu biografia



Doar na CAIXA ou na Loteria
Ag: 0276 Conta Poupança 013/ 6678-1
Danilo Nicolace [Nayana]





Nenhum comentário:

Postar um comentário